Google+ Followers

segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Workshop no INPE discute monitoramento nacional de GEE

Nos dias 17, 18 e 19 de novembro, a criação da Rede Brasileira de Monitoramento de Gases de Efeito Estufa (GEE) será discutida durante workshop no Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), em São José dos Campos (SP).

Acompanhar a evolução das concentrações atmosféricas de GEE é essencial para aprimorar modelos de previsões climáticas. Recentemente, o INPE passou a contar com o único laboratório da América do Sul capaz de realizar medidas de GEE de acordo com os padrões internacionais.

“Este laboratório é igual ao melhor do mundo, que está na NOAA (Agência Oceânica Atmosférica dos Estados Unidos). Temos a infraestrutura e grupos que coletam dados e realizam pesquisas sobre gases poderão estabelecer procedimentos comuns e adequados a suas necessidades, atendendo, também, aos padrões da Rede Global de GEE”, diz Luciana Gatti, pesquisadora do Centro de Ciência do Sistema Terrestre (CCST) do INPE, responsável pelo laboratório e coordenadora do workshop “Construção da Rede Brasileira de Monitoramento de Gases de Efeito Estufa”.

Segundo a pesquisadora, a densidade de estações de monitoramento de GEE no globo terrestre é insatisfatória e não há representatividade homogênea de todas as regiões. A faixa tropical e hemisfério sul estão mal representados e há carência de dados sobre o Brasil.

“O Brasil possui enorme área geográfica e população, como também representa 50% da floresta tropical no globo terrestre. Nossas emissões - assim como absorções - podem fazer muita diferença no Balanço Global de GEE”, explica Luciana Gatti.

Para estabelecer a Rede Brasileira de Monitoramento de GEE, os participantes do workshop irão discutir os tipos de medições a serem realizadas e formas de aprimorar as coletas e o controle de qualidade dos dados produzidos.

O workshop também é uma oportunidade para a apresentação das atividades de diversos grupos de pesquisas que atuam na área. Os participantes irão ainda conhecer o laboratório instalado no CCST/INPE, que trabalha com os parâmetros da NOAA para medidas de alta precisão de gases de efeito estufa.

Equipamentos para análise de GEE são iguais aos do laboratório da NOAA nos Estados Unidos

Padrões de gases utilizados no laboratório do INPE atendem a rigorosos critérios internacionais

                                   Laboratório de GEE está instalado no prédio do CCST-INPE