Google+ Followers

segunda-feira, 8 de junho de 2015

A ORIONSPACE e o PCS

Antes mesmo da decisão pelo cancelamento do primeiro Projeto FX da FAB, um consórcio de empresas russas abriu em 2003 uma companhia no Brasil para oferecer serviços de lançamento de satélites a partir do Centro de Lançamento de Alcântara, no Maranhão.


Faziam parte desse consórcio a OrionSpace Ventures (OSV), as empresas State Rocket Center "Makeyev" Design Bureau (SRC), a Design Bureau of Transport Machinery (KBTM / sócia da Sea Launch), e empresas brasileiras. A SRC vinha participando da retomada do VLS-1.



A OSV teria a responsabilidade estratégica geral de gerenciar o desenvolvimento das atividades mundiais do projeto e adquiriu os direitos exclusivos dos sistemas de lançamento Orion projetado, fabricado e operado pelos russos.
O Projeto de Sistemas de Lançamento Espacial ÓRION, iniciado em 2003, seriagerenciado por uma empresa brasileira - a ORIONSPACE INTERNACIONAL S.A. (OSI), que teria sido aberta em Fortaleza, Ceará, em razão dos benefícios fiscais oferecidos.

Também teria sido criado um escritório central em Brasília. 
A OSI estabeleceria empresas subsidiárias em outros países para prestar assistência no pleno desenvolvimento do projeto.


Pela proposta do grupo, seria desenvolvido um veículo lançador de grande porte, chamado ÓRION, que seria o mesmo EPSILON do PROGRAMA CRUZEIRO DO SUL, com base em tecnologia das empresas russas para os lançamentos comerciais a partir do CLA, em Alcântara, Maranhão. 
.

.
           CENTROS  de  LANÇAMENTO  no  MUNDO
.

.
         CEA   -   CENTRO   ESPACIAL   de   ALCÂNTARA
.
.
             CEA   -   CENTRO   ESPACIAL   de   ALCÂNTARA
.