Google+ Followers

domingo, 7 de junho de 2015

GOVERNO do MARANHÃO e ALCÂNTARA CYCLONE SPACE ACERTAM RECONSTRUÇÃO da MA-106

Estrada liga Cujupe (MA) ao Centro de Lançamento de Alcântara (CLA).
Reconstrução da rodovia é fundamental para o primeiro lançamento, em 2010.
Na última quinta-feira (7), o diretor-geral da Alcântara Cyclone Space (ACS), Roberto Amaral, reuniu-se em São Luís (MA) com o governador do Maranhão, Jackson Lago, para discutir o andamento do projeto de construção do Cyclone-4, que deverá ser lançado de Alcântara em julho de 2010, e pedir melhorias na infra-estrutura da região.



.
.
Durante a audiência, ficou acertado que o governo maranhense irá reconstruir um trecho de cerca de 50 quilômetros da rodovia MA-106, que liga Cujupe (MA) ao Centro de Lançamento de Alcântara (CLA). “Trata-se de um projeto muito importante para o país e para o Maranhão”, afirmou o governador. Alcântara pode se tornar, em breve, o mais moderno e importante centro espacial da América Latina.




Também participaram da audiência o presidente da Assembléia Legislativa do Maranhão, deputado João Evangelista, o deputado federal Ribamar Alves (PSB-MA), o comandante do Centro de Lançamento de Alcântara, tenente-coronel Nilo Andrade, e os secretários de Planejamento, Aziz Santos, e de Infra-estrutura, Telma Pinheiro. O edital de licitação pública para a contratação de empresa para fazer a obra deve ser divulgado em breve pelo governo do Maranhão.




A reconstrução da MA-106 é fundamental para o lançamento do primeiro foguete com satélite a partir da parceria firmada em 2003 pelos governos brasileiro e ucraniano. O primeiro lançamento, chamado de “vôo de qualificação”, está programado para ocorrer em julho de 2010.
.
.
O que é a Alcântara Cyclone Space?
A Alcântara Cyclone Space é uma empresa binacional (Brasil-Ucrânia) criada em 2007 para desenvolver tecnologia espacial. O objetivo da empresa é explorar os serviços de lançamentos em bases comerciais com o foguete ucraniano Cyclone-4 a partir de Alcântara, no Maranhão, visando a prover o acesso ao espaço para satélites, além de permitir cooperação tecnológica entre o Brasil e a Ucrânia.



.
.
O foguete Cyclone-4 está sendo construído na Ucrânia, graças a um acordo de cooperação tecnológica assinado em 2003 entre o Brasil e a ex-república soviética. O investimento inicial para a criação da binacional chegou a US$ 105 milhões. Em junho de 2008, em reunião realizada na Ucrânia pelo Conselho de Administração da Alcântara Cyclone Space, decidiu-se por aumentar o capital da empresa para US$ 375 milhões.