Google+ Followers

quinta-feira, 17 de setembro de 2015

A Gênesis de todos os Foguetes Modernos

.
foguete V2 (sigla em alemão paraVergeltungswaffe - arma de vingança), ou simplesmente V2 - (cujo nome-código alemão original era A4 , foi o primeiro míssil balístico, tendo sido usado pela Alemanha durante as últimas fases da Segunda Guerra Mundial principalmente contra alvos britânicos e belgas. Recebeu este nome porque era uma arma alemã que se seguiu ao V-1, uma bombaque voava como avião a jato.
.

.

engenheiro mecânico alemão Wernher von Braunfoi, ao lado de Arthur RudolphKurt H. Debus e outros, um de seus principais desenvolvedores na estação experimental do exército alemão de Peenemünde.
.

.
 O verdadeiro nome do foguete eraAggregat-4 (A-4), mas ele ficou mais conhecido pelo nome Vergeltungswaffe 2 (Arma de Vingança 2), dado pelo então ministro da propaganda Joseph Goebbels, já que as V2 eram lançadas como represália aos bombardeios aliados. Estima-se que cerca de 3.000 foguetes V-2 carregados com uma tonelada de amatol foram lançados sobre os inimigos da Alemanha.
.

.
Posteriormente à Segunda Guerra, von Braun fora transferido pelo serviço de inteligência militar americano para os EUA. Tanto o governo norte-americano quanto a URSS utilizaram a tecnologia desenvolvida para o foguete V2 como base para a corrida espacial e armamentista, culminando no desenvolvimento dos foguetes utilizados na primeira missão do programa espacial soviéticoVostok I, e dos foguetes Saturno, que impulsionaram as naves da Missão Apollo até a Lua.
.

..

Dificuldades do projeto do foguete

.
Até 1942 nenhum foguete grande havia deixado o solo, muito embora todo o funcionamento das V2 e dos futuros foguetes tenha sido descrito muito antes por pioneiros como Konstantin Tsiolkovsky (União Soviética) e Hermann Oberth (Alemanha). O norte-americano Robert Hutchings Goddard foi mais longe ao construir pequenos foguetes capazes de atingir grandes altitudes.
.

.
No entanto, nada se comparava ao desafio dos projetistas da V2: um foguete pesando 14 toneladas, lançado a 80 km de altitude, desenvolvendo para isto mais de meio milhão de cavalos-vapor, tudo isto reduzido em um motor de pouco mais de 1,65 m de comprimento e pesando 450 kg.
.

.
O projeto da V2 era máxima prioridade dos nazistas, já que o destino da Segunda Guerra Mundial pouco a pouco pendia para o lado dos aliados, e apenas uma arma nova e excepcional poderia mudar este rumo (ver: Wunderwaffe).
.
.

Características técnicas

.
As V2 eram propelidas a álcool combustível (mistura de 75% de álcool etílico com 25% de água) eoxigênio líquido, conhecido abreviadamente por "LOX" do termo em inglês Liquid oxygen. Esses dois propelentes eram injetados na câmara de combustão em altíssima pressão por uma turbina, essa por sua vez, alimentada por dois combustíveis auxiliares, sendo: 80% de peróxido de hidrogênio e os outros 20%, uma mistura de 66% de permanganato de sódio com 33% de água. Com esse sistema, omotor gerava 24.947 kgf na ignição e chegava a 72.574 kgf de empuxo quando a velocidade máxima de 1.341 m/s era atingida, com um raio de alcance de 321 a 362 km. O álcool etílico usado nestes foguetes era produzido a partir da batata, que era produzida em abundância principalmente na Prússia Oriental.
.

.
Devido às altas temperaturas do motor, os projetistas da V2, inteligentemente, usaram o próprio álcool combustível como refrigerante do motor. Isto era feito injetando o álcool combustível ao redor do bocal, formando uma película protetora.
.

.
As manobras de voo eram feitas por meio de aletas que interferiam na direção do jato do foguete, solução simples se comparada com a dificuldade dos foguetes atuais, em que todo o motor gira para mudar a direção do jato. A orientação de voo era feita por meio de giroscópios.