Google+ Followers

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

IAE ESTÁ FINALIZANDO A SEGUNDA FASE DO PROJETO SARA

.
Brasília, 29 de setembro de 2015 – O Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE), em São José dos Campos (SP), está em finalização da segunda fase do projeto Sara (Satélite de Reentrada Atmosférica), que consiste na revisão de pré-lançamento.
O lançamento está programado para ocorrer dentro da operação São Lourenço, marcada para o período de 13 de outubro a 7 de novembro no Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), no Maranhão.
O projeto Sara consiste no desenvolvimento de uma plataforma espacial para experimentos em ambiente de microgravidade de curta duração – em torno de oito minutos – destinado a operar em órbita baixa, a cerca de 300 quilômetros de altitude, por um período máximo de 10 dias.
Futuramente, a pretensão é que o Sara seja uma plataforma industrial orbital para a qualificação de componentes, materiais espaciais e equipamentos. Além disso, a intenção é que ele abra mais possibilidades na realização de projetos de pesquisa e incremento nas mais diversas áreas e especialidades como biologia, biotecnologia, medicina, combustão e fármacos, entre outras.
Em longo prazo, o objetivo é avançar para a nova geração de veículos de reentrada e para as Aeronaves Hipersônicas. O Sara trará autonomia para realizar experimentos de microgravidade no país e manterá em alto nível a operacionalidade dos centros de lançamento.
.
.

Segunda Fase do Projeto Espacial SARA Está Próxima da Conclusão


Segunda Fase do Projeto Espacial

SARA Está Próxima da Conclusão

O Instituto de Aeronáutica Espacial (IAE) deve completar nesta semana
a revisão de pré-lançamento do Satélite de Reentrada Atmosférica,
voltado a experimentos em ambientes de microgravidade

Com previsão de lançamento na janela entre 13 de outubro e 7 de novembro, o projeto SARA (Satélite de Reentrada Atmosférica) está a todo vapor. Nesta semana, o Instituto de Aeronáutica Espacial (IAE), em São José dos Campos (SP), deve completar a segunda fase do programa, que consiste na revisão de pré-lançamento – a projeção ao espaço vai ser feita no Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), no Maranhão.

O projeto SARA consiste no desenvolvimento de uma plataforma espacial para experimentos em ambientes de microgravidade de curta duração – por volta de oito minutos. O equipamento é destinado a operar em órbita baixa, a cerca de 300 quilômetros de altitude, por um período máximo de dez dias.

Futuramente, a pretensão é que o SARA seja uma plataforma industrial orbital para a qualificação de componentes, materiais espaciais e equipamentos. Além disso, a intenção é que ele abra mais possibilidades na concretização de projetos de pesquisa e incremento nas mais diversas áreas e especialidades como biologia, biotecnologia, medicina, combustão e fármacos, entre outras.

Em longo prazo, o objetivo é avançar para a nova geração de veículos de reentrada e para as aeronaves hipersônicas. O SARA trará autonomia para que possam ser feitos experimentos de microgravidade no País e manterá em alto nível a operacionalidade dos centros de lançamento.


Fonte: Site do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI)
.
Coordenação de Comunicação Social

Foto: Divulgação/IAE – Plataforma espacial Sara em fase de testes.