Google+ Followers

quinta-feira, 5 de maio de 2016

CLBI REALIZA OPERAÇÃO ASTROS DO EXÉRCITO BRASILEIRO


Para cumprir o Acordo de Mútua Cooperação CLBI-AVIBRAS, o Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (CLBI) sediou, no período de 25 a 28 de abril, uma das fases da Operação ASTROS 2020/2016.
A operação está prevista no cronograma de desenvolvimento de sistemas e equipamentos em desenvolvimento pela empresa brasileira AVIBRAS, dentro do Projeto Estratégico do Exército Brasileiro ASTROS 2020 (PEE ASTROS 2020).
De acordo com Coordenador Geral da Campanha pela empresa AVIBRAS, Sr. Hélio Ricardo Barroso, o CLBI tem sido o cenário ideal, pois são proporcionadas condições de segurança, excelência operacional, proficiência técnica e know-how dos recursos humanos envolvidos nas atividades de preparação, lançamento e rastreio de veículos. “A logística facilitada pela localização do Centro, material humano qualificado, meios operacionais disponíveis e adequadamente mantendo somados à excelente relação de cordialidade entre as instituições são fatores essenciais que levam ao sucesso da parceria”, afirmou.
Ele ainda disse que a confiança na precisão dos meios operacionais do CLBI assegura decisões em momentos vitais das Operações: “A confiabilidade dos dados de telemetria, que permitem análise posterior, proporciona ajustes e/ou correções para melhoria contínua do produto final. A capacidade de rastreio radar, proporcionado pelos radares (Adour e Bearn, que permitem assegurar, em tempo real, uma correta decisão, principalmente quando há desvios em relação às trajetórias nominais, aumentando assim a segurança geral das campanhas”.
O Exército Brasileiro, responsável por buscar o domínio e o desenvolvimento de tecnologias de interesse da Defesa Nacional, por meio de seu Centro Tecnológico (CTEX), acompanhou, na Campanha, os ensaios e testes que permitem avaliar elevação de performance e desempenho do conjunto de equipamentos e sistemas que compõe os Produtos de Defesa sob execução pela empresa contratada AVIBRAS.



Durante o debriefing da Campanha, o Diretor do CLBI, Coronel Aviador Paulo Junzo Hirasawa, destacou a plena capacidade operacional à disposição dos clientes e a importância, em particular, da parceria com a AVIBRAS, que tem proporcionado treinamento e manutenção da elevada capacitação técnica e operacional dos meios materiais e humanos. “Inserida no calendário operacional do CLBI, a Operação ASTROS 2020 faz com que a cadência de atividades operacionais se torne mais elevada, proporcionando uma contínua e adequada capacitação de recursos humanos e materiais para campanhas de veículos espaciais, atividade fim da Unidade, pois envolvem-se todos os meios de “preparação, lançamento e rastreio” similar a uma Operação de lançamento de foguetes suborbitais”, explicou.
Nesta segunda fase da Operação, a Marinha do Brasil, por meio do 3° Distrito Naval, participou na Operação com o Navio-patrulha Goiana e Graúna, além do Rebocador de Alto Mar Triunfo, lotados na Base Naval de Natal, que auxiliaram na vigilância e remoção das embarcações nas proximidades dos possíveis impactos dos artefatos lançados, que promoveu um desempenho diferenciado na cadência de lançamentos como avalia o Chefe da Divisão de Operações do CLBI, Tenente-Coronel Aviador Marcello Correa de Souza. “Realizamos uma coordenação com a Marinha do Brasil que promoveu envolvimento de três embarcações patrulhas, limitando o ingresso de qualquer embarcação ao polígono de segurança previamente delimitado”, esclareceu.
Ainda de acordo com o ele, a ação conjunta, viabilizou uma elevação do desempenho operacional, principalmente na celeridade proporcionada, traduzido pela diminuição do tempo necessário para realização de algumas etapas, como novas verificações preliminares a cada lançamento (esclarecimento marítimo) e/ou espera pelo abandono de área por embarcações que se encontrem dentro da área de riscos, permitindo maior número de lançamentos num determinado intervalo de tempo.
AVIBRAS - A organização ocupa um lugar de destaque na história do setor aeroespacial, como uma das pioneiras no Brasil em construção de aeronaves, desenvolvimento e fabricação de veículos espaciais para fins civis e militares. Fundada em 1961 por um grupo de engenheiros do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), entre eles, o engenheiro João Verdi Carvalho Leite, a AVIBRAS ganhou seu lugar na história do setor aeroespacial, como uma das pioneiras no Brasil em construção de aeronaves, na participação em programas de pesquisa espacial, no desenvolvimento e na fabricação de veículos especiais para fins civis e militares.

Reconhecida mundialmente pela excelência e qualidade de seus produtos e sistemas, a Avibras é uma empresa brasileira de engenharia com mais de 50 anos de atuação. Detentora de know-how consagrado, a empresa desenvolve tecnologia trazendo soluções inovadoras para as áreas de Defesa e Civil.
Presente nos mercados nacional e internacional, a AVIBRAS também se destaca no desenvolvimento e na industrialização de diferentes motores foguetes para a Marinha do Brasil e para a Força Aérea Brasileira; sistemas fixos ou móveis de C4ISTAR (Comando, Controle, Comunicação, Computação, Inteligência, Vigilância, Aquisição de Alvo e Reconhecimento) e Aeronave Remotamente Pilotada (ARP) – o Falcão.
Fonte e fotos: CLBI
Foto 1: Centro de Controle no CLBI.
Foto 2: Lançamento do Míssil AV-TM 300.